Logotipo Gazeta do Urubu
pt-br
Futebol

FABRÍCIO BRUNO DISPARA SOBRE DUELO CONTRA O PALMEIRAS: " JOGO TÍPICO DE CAMPEONATO BRASILEIRO"

O empate acabou sendo o resultado final do confronto

Reprodução
Reprodução

  |

Icon Comentário0

Na tarde deste domingo, o Flamengo ficou no empate com o Palmeiras por 0 a 0 em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Depois da partida, o zagueiro Fabrício Bruno avaliou o resultado igual com o clube paulista.

”Jogo típico de Campeonato Brasileiro, duas equipes qualificadas, jogo bem disputado. Optamos por um jogo mais direto por conta da marcação individual deles, mas é um resultado importante. Palmeiras dentro de casa é forte. Agora é dar sequência na temporada, quarta tem Libertadores para retomarmos o caminho das vitórias”, disse o zagueiro.


O defensor foi na contramão do que disse seu companheiro Bruno Henrique, que declarou ser o Flamengo, o vencedor justo do jogo.


"Hoje mais um grande jogo, eu consegui fazer um bom jogo, a equipe também. Acho que o campeonato é isso aí, não tem jogo fácil, vamos ter dificuldade em todos os jogos, porque todo mundo quer ganhar o Flamengo. Mas eu acho que se tivesse que sair um vencedor aqui hoje, esse seria o Flamengo", disse Bruno Henrique, em entrevista ainda no gramado do Allianz Parque.

Terminado o confronto contra o Alviverde paulista, o Flamengo de Tite tem a montanha para subir. Nesse sentido, o Flamengo vai a altitude de La Paz encarar o Bolívar, pela Taça Libertadores da América. O confronto acontece na próxima quarta-feira, às 21h30 (horário de Brasília).



Futebol

"JAMAIS VAI APAGAR A HISTÓRIA QUE CONSTRUÍ", DESABAFA GABIGOL APÓS PERDER A CAMISA 10

Atacante também foi multado pela diretoria

Marcelo Cortes/CRF
Marcelo Cortes/CRF

  |

Icon Comentário0

A diretoria do Flamengo foi dura e objetiva na tarde desta sexta-feira. Isso porque o rubro-negro carioca multou e retirou a camisa 10 de Gabigol. Sendo assim,  o jogador desabafou nas redes sociais sobre a decisão do clube. A punição aconteceu em razão da foto vazada do atleta com a camisa do Corinthians.

O atacante explicou que acata a decisão e respeita o comando do Flamengo, mas também afirmou que o episódio não apagará a sua história com o Rubro-Negro.


CONFIRA A NOTA COMPLETA DE GABIGOL SOBRE A POLÊMICA COM O FLAMENGO

"Naquele dia 12/11 de 2022, depois de ter sentido as maiores emoções da minha vida com as glórias e expressivas conquistas pelo Flamengo, o clube me presenteou com uma camisa muito especial, a 10, simplesmente o manto usado por nosso maior ídolo, o Zico.

Confesso que senti uma certa insegurança, pois junto com aquela camisa, vinha também um grande peso de responsabilidade.


No Flamengo, encontrei minha melhor versão e vivo o melhor ciclo da minha carreira. Sou fascinado por titulos e sempre expressei isso no excesso de vontade dentro de campo, que muitas vezes é interpretado de forma errada.

O Flamengo me proporcionou ganhar muitos títulos (2 Libertadores, 2 Brasileiros, 1 Copa do Brasil, 1 Recopa Sul-americana, 2 Supercopas do Brasil e 4 Cariocas) e viver esses momentos mágicos com a nação e ser acolhido pela maior torcida da América, isso sim é o verdadeiro significado da palavra felicidade.

Nesses mais de 5 anos de alegria,e algumas tristezas, sempre tive uma certeza, a do meu amor por esse clube, a do amor pela nação rubro-negra.

Hoje fui comunicado pelos diretores do Flamengo que não vestirei mais a 10. Cabe a mim aceitar e respeitar o comando do clube. Mas isso jamais vai apagar a história que construí com meus companheiros de equipe. Aceito a próxima camisa e vou dar a vida em campo pelo Mengao até o fim da nossa história.

Te amo, Flamengo!"

Gabi viaja para o Amazonas

Apesar de todo o ocorrido, a diretoria rubro-negra decidiu não punir o jogador com relação a entrar em campo. Com isso, o agora ex-camisa 10, viajará para a Manaus, onde o Fla encara o Amazonas pela terceira rodada da Copa do Brasil. O confronto ocorrerá na próxima quarta-feira, dia 22.


Futebol

AMAZONAS X FLAMENGO TERÁ GABIGOL À DISPOSIÇÃO DE TITE? CONFIRA.....

Flamengo decidiu tudo após reunião com o atacante

Reprodução
Reprodução

  |

Icon Comentário0

Em reunião no Ninho do Urubu nesta sexta-feira, o Flamengo definiu a punição para Gabigol devido à foto com a camisa do Corinthians. Além de ser multado em 10% do salário, o atacante não poderá mais usar o lendário número 10. As punições, no entanto, param por aí. O jogador integrará normalmente a delegação que viajará para Manaus na próxima semana.

A informação é de Mauro Cezar Pereira. De acordo com o jornalista, Gabigol não está afastado do elenco e seguirá realizando os trabalhos ao lado do grupo principal. Na próxima quarta-feira, dia 22, o Flamengo enfrenta o Amazonas, na Arena da Amazônia, e o atacante viajará normalmente para o jogo da Copa do Brasil.


No entendimento da diretoria rubro-negra, retirar Gabigol da longa viagem para Manaus seria uma espécie de prêmio ao jogador. Durante a reunião, Marcos Braz apenas comunicou as punições e não houve qualquer tipo de discussão com o jogador. Na visão do Flamengo, caso a foto fosse falsa, como alegou Gabriel, ela deveria ter sido apresentada.


Supervisor do Flamengo leva advertência

Além de Gabriel Barbosa, a punição também se estendeu ao supervisor Márcio Santos, mais conhecido como Marcinho. O profissional aparece na polêmica foto atrás de Gabigol. Segundo Mauro Cezar Pereira, o Flamengo irá advertir o supervisor por conta de sua função de supervisão. Pelo seu cargo, Márcio deveria ser a pessoa que, no entendimento da diretoria, poderia advertir e repreender Gabriel na ocasião.



Futebol

RODRIGO CAIO FAZ DECLARAÇÕES FORTES E REVELA TER TIDO MEDO DE PERDER A PERNA

O zagueiroconquistou 11 títulos durante sua passagem pelo Flamengo

Gilvan de Sousa/CRF
Gilvan de Sousa/CRF

  |

Icon Comentário0

Um dos ídolos recentes do rubro-negro, o zagueiro Rodrigo Caio conquistou 11 títulos durante sua passagem pelo Flamengo, mas conviveu com seguidos problemas no joelho, que o fizeram até temer perder a perna. O jogador, que está sem clube, detalhou o drama, iniciado ainda na base do São Paulo.

"Desesperador, porque você está diante de algo que nunca passou, não sabia como lidar. Muita gente falando, foi bastante difícil para mim. Foi um processo mental muito difícil, dentro do hospital, comecei a pensar um monte de besteira. Pensava até se iria morrer, amputar a perna, várias situações", disse Rodrigo Caio, ao "Bola da Vez", programa da ESPN


O que mais ex-flamengo falou?

Primeira lesão foi pelo São Paulo: "Tive a primeira lesão em 2008, tinha 15 anos de idade. Tive uma fratura de patela. Bati joelho com joelho e acabei fraturando a patela. Mas, desde então, nunca mais tinha tido dor nesse joelho, nada".
Dividida com Michael e "limite do limite" na Libertadores de 2021: "No meio de 2020, quando o Domènec tinha acabado de chegar, tive outro trauma na mesma região; Eu estava levando a bola, fiz o movimento, o Michael escorregou, eu escorreguei. Quando escorreguei, o joelho dele bateu na parte medial do meu joelho. Aí começou a agudizar, edema ósseo pelo trauma. Foi aquela luta para recuperar e ficar disponível para treinar, jogar, sempre com muita dor. Ao invés de parar, dar um descanso, recuperar, fortalecer, tirar a dor. Eu fui, e foi agravando. Chegou um momento que ficou muito difícil, que foi na final da Libertadores (2021). Cheguei no limite do limite". Estratégia de Renato Gaúcho: "O Renato foi um cara muito especial para mim, porque ele me ajudou muito. Eu queria ter parado antes, ele dizia: 'eu preciso de você'. Eu falava: 'Renato, não aguento mais, eu preciso parar'. Não parei, ele começou a me dar descanso, às vezes não treinava, jogava. Fui levando até a final da Libertadores". 'Processo mental difícil': "Tinha avisado ao pessoal do Flamengo que acabando a Libertadores eu iria parar para fazer todos os exames para ver se era um edema ósseo por causa da pancada. No final da temporada, fiz a artroscopia para ver, mas peguei uma infecção. Algo que fiz para resolver... Fiquei 13 dias tomando antibiótico. Desesperador, porque você está diante de algo que nunca passou, não sabia como lidar. Muita gente falando, foi bastante difícil para mim. Foi um processo mental muito difícil, dentro do hospital, comecei a pensar um monte de besteira. Pensava até se iria morrer, amputar a perna, várias situações".


envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER

envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER


+ notícias
Futebol

FLAMENGO X MILLONARIOS: INFORMAÇÕES SOBRE INGRESSOS O JOGO DA CONMEBOL LIBERTADORES

 

Icon Comentário0
Futebol

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DO FLAMENGO PARA O JOGO CONTRA O AMAZONAS, NA PRÓXIMA SEMANA

 

Icon Comentário0
Futebol

SABE O VALOR DA MULTA LEVADA POR GABIGOL? CONFIRA AQUI...

 

Icon Comentário0