Logotipo Gazeta do Urubu
pt-br
Clube

FALTA POUCO? DEPUTADO REVELA QUE FLAMENGO SABERÁ PREÇO DO GASÔMETRO EM ALGUNS DIAS

Rodolfo Landim segue em conversas e reuniões para viabilizar a compra do terreno

Foto: Reprodução/ Flamengo
Foto: Reprodução/ Flamengo

  |

Icon Comentário0

Parece que a cada dia que passa o Flamengo avança nas conversas para a realização do estádio próprio. As tratativas com a Caixa Econômica Federal pelo terreno do Gasômetro, na zona portuária do Rio, seguem avançando. Após reuniões em Brasília, na última semana, e no Rio nesta última segunda-feira (27), o clube e o banco estatal se aproximaram da definição de um valor para a área.

De acordo com informações do portal "O Globo", o Mais Querido deve saber em breve o preço que a Caixa quer cobrar pelo terreno do Gasômetro. O banco administra a área em nome do fundo imobiliário Porto Maravilha. A informação foi dada pelo deputado federal Pedro Paulo.


Segundo parlamentar, a Caixa deve apresentar o valor final do terreno do Gasômetro em até três dias. Pedro Paulo, inclusive, adiantou o preço do metro quadrado que deve ser utilizado para calcular o valor total. Esse montante seria de R$ 2.400,00 por metro quadrado. Em cálculo livre, o total chegaria a R$ 208.800,00.

QUANTO O FLAMENGO PODE OFERECER?

O Mais Querido já deixou claro que deseja pagar menos que R$ 250 milhões pela área na zona portuária do Rio. Inicialmente, a Caixa avaliou o terreno em R$ 450 milhões, mas esse valor se referia à área origina de 114 mil metros quadrados. A prefeitura do Rio, no entanto, desapropriou cerca de 27 mil metros quadrados para a construção do terminal intermodal Gentileza.

CONVERSAS CONTINUAM

Assim, enquanto a Caixa não define o valor exato do terreno do Gasômetro, as conversas pelo estádio continuam. Na noite desta última segunda-feira (27), Eduardo Paes, prefeito do Rio, se juntou em um jantar com o presidente do Flamengo e outros deputados.

 



Clube

RODRIGO DUNSHEE FALA PELA PRIMEIRA VEZ COMO CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DO FLAMENGO:"ESPERO PODE CONTINUAR..."

O VP geral jurídico do Mais Querido também recebeu o apoio de Rodolfo Landim

Foto: Reprodução/ Flamengo
Foto: Reprodução/ Flamengo

  |

Icon Comentário0

Nesta última terça-feira (18), o atual presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, anunciou publicamente seu apoio a Rodrigo Dunshee para as próximas eleições presidenciais do clube. Durante um jantar em um restaurante na Barra da Tijuca, o atual VP geral jurídico falou suas primeiras palavras como pré-candidato a presidência do Rubro-Negro.

"Não podemos ter discussões de baixo nível nesse processo eleitoral, temos que fazer propostas, mostrar quem pode fazer o melhor para o Flamengo nos próximos 3 anos. Espero poder continuar trabalhando com o presidente (Landim), o Gustavo (de Oliveira) e outros tantos que vão estar junto com a gente", disse Dunshee.


Além dos agradecimentos aos seus apoiadores, Dunshee também falou sobre um assunto que tem sido recorrente: o estádio do Flamengo. Segundo ele, o projeto é um dos "compromissos" para a gestão que pretende por em prática.


"O meu compromisso é com esse projeto de governo que nós fizemos. De manter os nossos executivos, de manter tudo que está sendo feito, de correr atrás do nosso estádio. Quero agradecer a vocês, ao presidente Landim, à toda diretoria, que trabalhou muito esse tempo. Acho que a gente pode continuar construindo um Flamengo maior, melhor e mais unido", finalizou.

CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DO FLAMENGO

Até o momento, há apenas três candidatos à presidência do Flamengo. Além de Rodrigo Dunshee, Maurício Gomes de Mattos anunciou publicamente que também buscará a cadeira presidencial do Rubro-Negro e Luiz Eduardo Baptista, conhecido como Bap, também irá renunciar seu cardo na administração do clube para se tornar candidato.



Clube

GRUPO NO FLAMENGO ALEGA "DISCRIMINAÇÃO" E REJEITA COTAS PARA MULHERES E NEGROS EM COMISSÕES

A conselheira Marion Konczyk Kaplan propôs um adendo à emenda, criando cotas de 10% a negros e mulheres em todas as comissões.

Reprodução
Reprodução

  |

Icon Comentário0

Os bastidores do Flamengo andaram agitados nos últimos dias. Isso porque a Comissão de Estatuto do Flamengo rejeitou uma proposta para que parte das vagas nas comissões do clube fosse voltada a mulheres e pessoas negras sob alegação que seria "discriminação".

A princípío, foi apresentada uma emenda para que a comissão de marketing seja permanente no Conselho Deliberativo e de Administração. Antes, ela era somente provisória. A conselheira Marion Konczyk Kaplan propôs um adendo à emenda, criando cotas de 10% a negros e mulheres em todas as comissões. A ideia foi apresentada à Comissão de Estatuto.

A comissão rejeitou a proposta sob argumento de que ela contraria o artigo 3º do estatuto. O trecho fala em ser "vedada a discriminação por motivo de origem, raça, sexo, cor, idade, crença religiosa, convicção filosófica ou política e condição social".


O parecer com a resposta foi lido em reunião, que ocorreu na última segunda-feira, a pedido de Antonio Alcides, presidente do Deliberativo. Nesse sentido, segundo informações do portal UOL, diversos conselheiros,  confirmaram o teor do discurso durante o encontro.


A autora da proposta pediu a palavra e foi rebatida por um membro da comissão. Ela identificou a postura como "do século passado" e foi aplaudida por parte do Conselho.A justifica teve reflexos negativos internamente. Muitos conselheiros interpretaram que a alegação não fazia sentido no contexto apresentado. Isso, inclusive, foi rebatido no plenário.

A Comissão de Estatuto, hoje, é formanda apenas por homens. O Conselho Deliberativo do Fla também é de maioria masculina, com mais de 90% de representação. Vale lembrar, que o Flamengo foi procurado para explicar a situação. Contudo, não obteve resposta. 



Futebol

FLAMENGO DISPUTA ACORDO MILIONÁRIO PELO TERRENO DO GASÔMETRO, CONFIRA AQUI

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, não está para brincadeiras quando o assunto é expandir o território rubro-negro

Foto: Internet
Foto: Internet

  |

Icon Comentário0

A diretoria rubro-negra planeja desembolsar cerca de R$ 250 milhões para adquirir o terreno tão almejado. No entanto, a Caixa apresenta uma contraproposta, exigindo R$ 400 milhões. Diante dessa discrepância, o Flamengo busca, com o apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro, encontrar um denominador comum que atenda aos interesses de ambas as partes. UMA NOVA INVESTIDA DO FLAMENGO 

Segundo o O Globo, Landim tem reiterado em diversas ocasiões, o desejo de concluir a compra do terreno ainda durante seu mandato à frente do clube. Atualmente, o terreno do Gasômetro desponta como favorito entre os membros da diretoria rubro-negra, que enxergam nele uma oportunidade única para investimentos futuros.


A negociação não se trata apenas de uma transação financeira, mas sim de uma estratégia pensada minuciosamente para o futuro do Flamengo. A aquisição do terreno do Gasômetro representa não apenas a expansão patrimonial do clube, mas também a possibilidade de desenvolvimento de projetos que beneficiem não apenas os torcedores, mas toda a comunidade ao redor.

A postura determinada de Landim e da diretoria do Flamengo demonstra o comprometimento em buscar o melhor para o clube e seus associados. As conversas com a Caixa Econômica Federal são um reflexo desse empenho, onde ambas as partes buscam chegar a um acordo que seja vantajoso



envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER

envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER


+ notícias
Clube

DIRIGENTE DO FLAMENGO PREPARA RENUNCIA DE CARGO PARA ANUNCIAR CANDIDATURA À PRESIDÊNCIA DO FLAMENGO

 

Icon Comentário0
Clube

FLAMENGO TERÁ 2 MESES PARA ALINHAR IDEIAS E RETOMAR O TRILHO DAS VITÓRIAS

 

Icon Comentário0
Clube

FLAMENGO É DERROTADO PELO REAL BRASÍLIA E SE VÊ DISTANTE DA CLASSIFICAÇÃO NO BRASILEIRÃO FEMININO

 

Icon Comentário0