Logotipo Gazeta do Urubu
pt-br
Futebol

FLAMENGO VIVE MOMENTO TENSO: PRESSÃO SOBRE TITE ANTES DE ENFRENTAR RED BULL BRAGANTINO

Os olhos de toda a torcida estarão voltados para o desempenho do time neste sábado

Foto: Internet/ Flamengo
Foto: Internet/ Flamengo

  |

Icon Comentário0

O Flamengo, que começou a temporada de forma avassaladora, agora enfrenta sua pior fase em 2024. As últimas atuações decepcionantes aumentaram a pressão sobre o técnico Tite, com especulações sobre sua possível demissão antes do confronto marcado contra o Red Bull Bragantino neste sábado (4).

Denílson, ex-jogador e comentarista, expressou suas preocupações durante sua participação no programa "Jogo Aberto", da Band, nesta sexta-feira. Ele afirmou que a permanência de Tite está condicionada ao resultado do jogo contra o Red Bull Bragantino pelo Campeonato Brasileiro. Segundo Denílson, uma derrota pode significar o fim da linha para o treinador.


"O Flamengo está sob pressão. Depois das vaias para Tite na Copa do Brasil, se perder para o Bragantino, ele corre risco de ser demitido. Assim é o futebol brasileiro. Mas não é o que eu quero, para mim ele tem que continuar porque eu acho que é o melhor treinador para dirigir o Flamengo atualmente", declarou Denílson.


FLAMENGO VIVE INCONSISTÊNCIA

Após uma vitória contra o Amazonas pela Copa do Brasil, o Flamengo se prepara para enfrentar o Red Bull Bragantino neste sábado, às 18h30 (horário de Brasília), em Bragança Paulista, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time precisa urgentemente de uma vitória para melhorar sua posição na tabela.


Nos últimos jogos, o Flamengo enfrentou um período de resultados insatisfatórios, incluindo um empate contra o Palmeiras e derrotas para Bolívar e Botafogo. Mesmo a vitória sobre o Amazonas não foi suficiente para convencer os críticos. No Maracanã, a torcida expressou sua insatisfação com vaias e xingamentos após o jogo.



Futebol

CLUBE ALEMÃO FAZ HISTÓRIA NA EUROPA COM ORÇAMENTO SIMILAR À DO FLAMENGO

Leverkusen só não fez chover na temporada

Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

  |

Icon Comentário0

Campeão alemão pela primeira vez na história e a dois jogos de completar uma temporada inteira sem sofrer uma única derrota, o Bayer Leverkusen se transformou no time sensação do futebol europeu mesmo tendo uma folha salarial similar à do Flamengo.

Segundo o "Capology", site que é referência em questões financeiras do futebol internacional, o adversário da Atalanta na final da Liga Europa, hoje, a partir das 16h (de Brasília), gasta 63,4 milhões de euros (R$ 352,3 milhões) por temporada com remuneração de jogadores.


O valor é bem semelhante ao custo do elenco flamenguista. No ano passado, o clube mais rico do Brasil utilizou R$ 339 milhões do seu orçamento com pagamento de salários. Em 2024, a tendência é que esse custo suba pelo menos um pouco.


Pobre... para Europa

Com a folha salarial no mesmo patamar da de um time brasileiro, o Leverkusen tem um gasto com o departamento de futebol bem inferior ao de clubes que foram superados dentro de campo por ele ao longo da temporada.


O Bayern de Munique, dono de uma hegemonia de 11 anos na Bundesliga até ser batido pelos comandados de Xabi Alonso, paga 273,4 milhões de euros anuais (R$ 1,5 bilhão) e salários. Já o gasto do Borussia Dortmund, representante da Alemanha na decisão da Liga dos Campeões, está na casa de 121,3 milhões de euros (R$ 673,3 milhões).

Além deles, o RB Leipzig também tem um elenco mais custoso que o do "time das aspirinas": 87,8 milhões de euros (R$ 487,3 milhões). Ou seja, o Leverkusen que já entrou para história por conta do seu desempenho na atual temporada é só o quarto time mais caro da Alemanha.

Jogadores mais caros

Ainda de acordo com o "Capology", o lateral esquerdo espanhol Alejandro Grimaldo e o centroavante tcheco Patrik Schick são os dois jogadores mais bem remunerados do Leverkusen. O salário de cada um deles (6 milhões de euros por temporada, ou R$ 33,3 milhões) supera o do qualquer atleta do Flamengo.

Fazendo história

A sequência sem derrotas do Leverkusen já dura 51 partidas e é a maior da história do futebol europeu.

A equipe alemã perdeu pela última vez na despedida da edição passada da Bundesliga alemã (3 a 0 para o Bochum, no dia 27 de maio). Depois, acumulou 42 vitórias e teve nove empates.

Para fechar uma temporada inteira de invencibilidade, o Leverkusen só precisa "sobreviver" a mais dois jogos: a final da Liga Europa e a decisão da Copa da Alemanha, contra o Kaiserslautern, da segunda divisão, no sábado.

Caso não percam nenhum desses jogos (nem nos pênaltis), o Leverkusen também fechará 2023/24 com três títulos, já que se sagrou campeão alemão ainda em meados de abril, com cinco rodadas de antecipação.


Futebol

PAI DE GABIGOL SOLTA O VERBO EM MEIO A POLÊMICA: "MIL VEZES UM CACHORRO"

Valdemir Silva mandou grande indireta no Instagram, na segunda-feira (20), ao posar com o pet da família e falar em falsidade

Gabigol e pai / Divulgação
Gabigol e pai / Divulgação

  |

Icon Comentário0

O vazamento da foto de Gabigol com a blusa do Corinthians parece não ter desagradado só o atleta. O pai do jogador do Flamengo, Valdemir Silva soltou o verbo no Instagram, na segunda-feira (20), ao posar com o doguinho da família e falar em falsidade. “Mil vezes colocar um cachorro na sua casa ao invés de certas pessoas que se dizem amigos. Pensem bem”, disparou ele, que limitou os comentários.



Nos comentários, alguns fãs discordaram do posicionamento do empresário: “É só teu filho fazer o certo e parar de desrespeitar o clube que deu tudo pra ele. O cara pode ter errado em divulgar a foto, porém o Gabriel foi errado em vestir outra camisa de clube mesmo que dentro da casa dele!”, postou um. “Ele vacilou… Mas não apaga nada do que ele já fez. Mentir foi o pior!”, analisou outra. “Paizão, dessa vez ele deu mole. Ídolo, mas deu mole. Converse com ele, dê carinho, mas passar a mão na cabeça dele não vai ajudar”, aconselhou um terceiro.


Houve também quem concordasse: “Isso aí não é nem uma indireta, é uma direta mesmo! Fico pensando na pessoa que tem toda liberdade pra estar na casa do cara, beber de graça, comer e faz isso!! Se queimando a toa”, escreveu um. “Que fique de lição! Tudo na vida é aprendizado. Esse jogo vai virar. Abraços para a família do nosso Gabi”, desejou outro. “A mais pura verdade”, apoiou uma terceira.

Depois de se pronunciar nas redes sociais, o jogador do Flamengo conversou com o UOL e revelou os bastidores do clique, que provocou a perda da camisa 10 e aplicação de uma multa pelo clube. No bate-papo, o atleta ainda aproveitou para assumir seu erro e se desculpar. “Primeiro, eu errei. Acho que é errar, pedir desculpas, saber que eu errei. Mas nesse momento que a foto saiu, eu fiquei muito perplexo. Fiquei sem entender. Esse período que fiquei sem falar, sem me pronunciar, foi um período que tirei para pensar”, explicou ele.


E continuou seu desabafo: “É claro que na emoção dos fatos, o meu primeiro pensamento foi negar. Como eu falo com meus amigos, eu coleciono camisas, troco camisas, seja de seleção, de basquete, e essa camisa eu acabei recebendo e usando”, relatou, antes de completar: “Como eu falei, errei, peço desculpas. Mas foi um ato que eu não pensei tanto assim. Não sabia que ia acontecer tudo isso. Nunca iria usar uma camisa para poder desrespeitar a camisa do Flamengo, a torcida do Flamengo. Isso é um ato que em várias periferias tem, usar várias camisas. É pedir desculpas e dizer que não vai acontecer mais”, garantiu ele.


Futebol

METEU O MALHO! DIRIGENTE DO FLAMENGO EXPÕEM BASTIDORES SOBRE POLÍTICA DO CLUBE

. Essa presença política ativa permite que o clube e seus torcedores tenham uma voz mais forte nas decisões que os afetam

Foto: Internet
Foto: Internet

  |

Icon Comentário0

Cacau Cotta, diretor de Relações Externas do Flamengo e pré-candidato a vereador no Rio de Janeiro, levantou um ponto crucial sobre a relevância da política na administração dos clubes de futebol, em especial no Flamengo. Para ele, a política não só é onipresente, como também essencial para o funcionamento e crescimento dessas instituições.

Cotta argumenta que a política está inserida em todas as esferas da sociedade, inclusive no esporte. Ele explica que a interação do Flamengo com diferentes grupos políticos é fundamental para a realização dos interesses do clube. Para reforçar essa ideia, o Flamengo possui um cargo específico em sua estrutura organizacional: o diretor-executivo de Relações Governamentais. Esse papel é crucial para mediar a relação entre o clube e as várias instâncias do poder público.


CACAU COTTA  ABRE O JOGO E EXPÕEM BASTIDORES 

O diretor destaca vários exemplos que ilustram como a política pode beneficiar os clubes de futebol. Ele menciona o caso do Atlético Mineiro, que reelegeu Alexandre Kalil, ex-presidente do clube, como prefeito de Belo Horizonte em 2020. Esse fato demonstra a influência e o prestígio que uma figura do mundo esportivo pode ter na política.

Outro exemplo citado é o Corinthians, que conseguiu a Neo Química Arena e seu centro de treinamento graças à atuação de Andres Sanches, ex-deputado federal e ex-presidente do clube. A habilidade de Sanches em transitar entre o futebol e a política resultou em benefícios significativos para o clube paulista.



envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER

envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER


+ notícias
Futebol

FLAMENGO PODE PERDER PULGAR APÓS NÃO RESPONDER A PROPOSTA DE RENOVAÇÃO DO VOLANTE

 

Icon Comentário0
Futebol

AMAZONAS PODE GANHAR MAIS DE 3 MESES DE SALÁRIOS CASO VENÇA O FLAMENGO HOJE

 

Icon Comentário0
Futebol

"SENTI ELE ABATIDO, ACUADO", DIZ JORNALISTA QUE ENTREVISTOU GABIGOL

 

Icon Comentário0