Logotipo Gazeta do Urubu
pt-br
Futebol

DE NOVO ISSO?! TREINADOR DO BRAGANTINO CITA FINANÇAS DO FLAMENGO PARA JUSTIFICAR EMPATE

O técnico Pedro Caixinha ressaltou que enfrentou a equipe mais poderosa em termos de finanças do Brasil

Pedro Caixinha / Divulgação
Pedro Caixinha / Divulgação

  |

Icon Comentário0

O técnico português Pedro Caixinha não ficou nada satisfeito com o empate em 1 a 1 entre Red Bull Bragantino e Flamengo no Nabi Abi Chedid. O treinador ressaltou que enfrentou a equipe mais poderosa em termos de finanças do Brasil, mas cravou que esperava a vitória em casa. Com o placar, o Rubro-Negro chegou a dois jogos sem perder para o Bragantino.

“Somos a 16ª força do Brasil e hoje enfrentamos a 1ª força. Temos que valorizar isso, mas não ficamos satisfeitos com pouco. Houve situações em que poderíamos ter feito mais e houve situações em que fizemos muito e queríamos manter. Os empates não servem precisamente para nada. Essa é a nossa mentalidade”, disse Pedro Caixinha.


Ainda no primeiro tempo, o zagueiro Pedro Henrique abriu o placar para os mandantes. Todavia, o Flamengo de Tite adotou outra postura no segundo tempo e pressionou até chegar ao empate. Após bonito lançamento de De La Cruz, Bruno Henrique dominou na ponta da chuteira e chutou por baixo do goleiro Cleiton: 1 a 1, placar final em Bragança Paulista.


“Fomos uma equipe muito corajosa no primeiro tempo e essa e a nossa filosofia. A primeira parte foi irrepreensível sobre o que planejamos e o que foi colocado em prática. No segundo tempo nossa vontade era continuar pressionando, mas ficamos desgastados e nos faltou ritmo. Soubemos sofrer e, se não deu para ganhar, também não podemos perder”, finalizou o treinador do Bragantino.




Futebol

CEO DO AMAZONAS TENTA EXPLICAR PREÇOS EXORBITANTES DOS INGRESSOS PARA A PARTIDA CONTRA O FLAMENGO

Roberto Peggy justifica estratégia adotada

Reprodução
Reprodução

  |

Icon Comentário0

Nesta quarta-feira (22), o Flamengo enfrenta o Amazonas, pelo segundo jogo da terceira fase da Copa do Brasil. A partida ainda nem foi realizadas, mas já está envolvida em polêmicas, visto que o clube mandante foi notificado pelo Procon e pela Defesa do Consumidor pelo preço abusivo dos ingressos. Roberto Peggy, CEO do Amazonas, tentou justificar o ocorrido.

“É pela questão moral de você não permitir que o teu estádio seja tomado por torcedores do time visitante e você passar o vexame de ser vaiado dentro da tua própria casa, porque a torcida adversária é maior. Por isso, nós colocamos 10% do estádio somente para flamenguistas e nós queremos que o amazonense venha assistir o jogo”, disse, em entrevista ao ‘Jornal O Globo’.


Fato é que, a “questão moral” por ele citada gerou entradas com preços que variam entre R$ 150 e R$ 1.500 para assistir ao confronto. E justamente os valores exorbitantes chamaram a atenção das autoridades que regulamentam abusos aos consumidores.


Na época em que os preços foram divulgados, a Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Amazonas, por meio do presidente Mário César Filho, definiu como “inaceitável” a prática.

“É inaceitável que os torcedores sejam explorados com preços exorbitantes que ferem os princípios de acesso democrático ao esporte. não podemos tolerar a prática de abusos que prejudicam os consumidores e desrespeitam a legislação vigente. Estamos vigilantes e vamos garantir que os direitos dos cidadãos sejam protegidos com rigor”, disse Mário.


Além de usar a parte “moral” do confronto para justificar o alto valor das entradas, o CEO do Amazonas afirma que a estratégia é fazer com o que o torcedor da Toca da Onça não apenas assista ao espetáculo, mas passe a contribuir com o dia a dia do clube através do plano de sócio. A questão é que, com a postura adotada, a única coisa que Roberto conseguiu, até o momento, foram reclamações e notificações.

“Esperamos que o torcedor consiga aderir ao sócio ou, se ele quiser participar apenas de um espetáculo e não quiser se comprometer com o clube, ele paga um valor um pouco maior para ver o Flamengo, que é um valor justo, uma vez que o Flamengo não vai ao estado há 50 anos. O estádio pode estar vazio, mas que esteja vazio de flamenguistas e que os amazonenses sejam maioria”, pontuou Peggy.

Flamengo em Manaus 2024

Independente da restrição de 10% do estádio aos rubro-negros, que inclusive é lei no futebol brasileiro, é bem verdade que Manaus vai parar para acompanhar o Flamengo, seja dentro da Arena da Amazônia, ou fora dela. A equipe desembarcou no estado sob alto fluxo de torcedores e muita expectativa.

Outro fator que vale destacar é que ainda este ano o Fla foi a Manaus, quando enfrentou o Audax, pelo Campeonato Carioca. Na ocasião, mais de 44 mil pessoas marcaram presença na Arena da Amazônia, e a partida teve uma renda de R$ 6.574.690,00, com ingressos entre R$ 150 e R$ 600. Ou seja, até o próprio argumento do CEO sobre o ‘Flamengo não vai ao estado há 50 aos’ caiu por terra.

Com polêmicas fora de campo, mas uma expectativa de jogo tranquilo e sem reclamações dentro das quatro linhas, Flamengo e Amazonas se enfrentam nesta quarta (22). A bola vai rolar às 21h30 (de Brasília).

O Flamengo tem a vantagem no marcador visto que venceu a primeira partida por 1 a 0, no Maracanã. A partida vale vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, cujo adversário será definido por sorteio – ainda sem data definida pela CBF.


Futebol

CLUBE ALEMÃO FAZ HISTÓRIA NA EUROPA COM ORÇAMENTO SIMILAR À DO FLAMENGO

Leverkusen só não fez chover na temporada

Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

  |

Icon Comentário0

Campeão alemão pela primeira vez na história e a dois jogos de completar uma temporada inteira sem sofrer uma única derrota, o Bayer Leverkusen se transformou no time sensação do futebol europeu mesmo tendo uma folha salarial similar à do Flamengo.

Segundo o "Capology", site que é referência em questões financeiras do futebol internacional, o adversário da Atalanta na final da Liga Europa, hoje, a partir das 16h (de Brasília), gasta 63,4 milhões de euros (R$ 352,3 milhões) por temporada com remuneração de jogadores.


O valor é bem semelhante ao custo do elenco flamenguista. No ano passado, o clube mais rico do Brasil utilizou R$ 339 milhões do seu orçamento com pagamento de salários. Em 2024, a tendência é que esse custo suba pelo menos um pouco.


Pobre... para Europa

Com a folha salarial no mesmo patamar da de um time brasileiro, o Leverkusen tem um gasto com o departamento de futebol bem inferior ao de clubes que foram superados dentro de campo por ele ao longo da temporada.


O Bayern de Munique, dono de uma hegemonia de 11 anos na Bundesliga até ser batido pelos comandados de Xabi Alonso, paga 273,4 milhões de euros anuais (R$ 1,5 bilhão) e salários. Já o gasto do Borussia Dortmund, representante da Alemanha na decisão da Liga dos Campeões, está na casa de 121,3 milhões de euros (R$ 673,3 milhões).

Além deles, o RB Leipzig também tem um elenco mais custoso que o do "time das aspirinas": 87,8 milhões de euros (R$ 487,3 milhões). Ou seja, o Leverkusen que já entrou para história por conta do seu desempenho na atual temporada é só o quarto time mais caro da Alemanha.

Jogadores mais caros

Ainda de acordo com o "Capology", o lateral esquerdo espanhol Alejandro Grimaldo e o centroavante tcheco Patrik Schick são os dois jogadores mais bem remunerados do Leverkusen. O salário de cada um deles (6 milhões de euros por temporada, ou R$ 33,3 milhões) supera o do qualquer atleta do Flamengo.

Fazendo história

A sequência sem derrotas do Leverkusen já dura 51 partidas e é a maior da história do futebol europeu.

A equipe alemã perdeu pela última vez na despedida da edição passada da Bundesliga alemã (3 a 0 para o Bochum, no dia 27 de maio). Depois, acumulou 42 vitórias e teve nove empates.

Para fechar uma temporada inteira de invencibilidade, o Leverkusen só precisa "sobreviver" a mais dois jogos: a final da Liga Europa e a decisão da Copa da Alemanha, contra o Kaiserslautern, da segunda divisão, no sábado.

Caso não percam nenhum desses jogos (nem nos pênaltis), o Leverkusen também fechará 2023/24 com três títulos, já que se sagrou campeão alemão ainda em meados de abril, com cinco rodadas de antecipação.


Futebol

EX-TÉCNICO DO FLAMENGO É O NOVO TREINADOR DO BRAGANTINO - CONFIRA

Profissional volta a trabalhar no futebol brasileiro, após uma temporada no exterior

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

  |

Icon Comentário0

O técnico Maurício Souza está de volta ao Brasil após sua passagem pela Indonésia, onde comandou o Madura United. Agora, aos 50 anos, ele assume o comando da equipe sub-23 do Red Bull Bragantino. O contrato foi assinado até o final de 2025.

EXPERIÊNCIA NAS BASES

Maurício Souza tem um extenso histórico de trabalho nas categorias de base. Ele teve passagens significativas pelo Flamengo e pelo Botafogo, onde atuou principalmente no desenvolvimento de jovens talentos. "Eu trabalhei muito tempo em categorias de transição. Creio que não terei nenhuma dificuldade. Já estou bastante acostumado, principalmente tendo uma estrutura como essa que o clube oferece", afirmou o treinador.



TRAJETÓRIA PROFISSIONAL

O novo técnico do sub-23 do Red Bull Bragantino começou sua carreira como técnico no sub-20 do Flamengo, antes de assumir o papel de auxiliar técnico. Em algumas ocasiões, comandou o time principal do Flamengo como interino, especialmente durante o Campeonato Carioca, utilizando um grupo de jovens jogadores. No entanto, sua passagem pelo Flamengo terminou em 2022, quando foi demitido.

No mesmo ano, Maurício Souza foi contratado pelo Vasco da Gama. Contudo, sua estadia no clube foi curta e marcada por resultados irregulares na Série B. Em oito jogos, ele obteve três vitórias, três derrotas e dois empates, o que levou à sua demissão.


DESAFIO NO RED BULL BRAGANTINO

Agora, Maurício Souza enfrenta um novo desafio à frente do sub-23 do Red Bull Bragantino. Ele será responsável por comandar a equipe na Copa Paulista, que será realizada no segundo semestre deste ano. 


envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER

envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER


+ notícias
Futebol

PAI DE GABIGOL SOLTA O VERBO EM MEIO A POLÊMICA: "MIL VEZES UM CACHORRO"

 

Icon Comentário0
Futebol

FLAMENGO PODE PERDER PULGAR APÓS NÃO RESPONDER A PROPOSTA DE RENOVAÇÃO DO VOLANTE

 

Icon Comentário0
Futebol

AMAZONAS PODE GANHAR MAIS DE 3 MESES DE SALÁRIOS CASO VENÇA O FLAMENGO HOJE

 

Icon Comentário0