Logotipo Gazeta do Urubu
pt-br
Futebol

ESTÁDIO DO FLAMENGO: CONFIRA AS INSPIRAÇÕES NO BRASIL E NO MUNDO PARA A 'GERAL'

Presidente do clube revelou que projeto da nova casa rubro-negra prevê dois setores sem cadeiras e com preços populares

Estádio novo do Flamengo / Divulgação
Estádio novo do Flamengo / Divulgação

  |

Icon Comentário0

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, revelou que cumprirá uma promessa antiga em relação ao possível novo estádio, na última quinta-feira. Segundo ele, se a nova casa do rubro-negro realmente sair do papel, contará com dois setores sem cadeiras, um atrás de cada gol. O atual mandatário do clube afirmou que se inspira na "geral" de outras arenas pelo mundo, como a do Signal Iduna Park, do Borussia Dortmund (ALE).

Para o Flamengo, que tem sua história absolutamente atrelada ao Maracanã, a "geral" tem um grande simbolismo. Nos tempos antigos do estádio, o setor popular, sem cadeira e que ficava à beira do campo marcou época no futebol carioca. Nos dias de hoje, o estilo de arquibancada ganhou novos formatos, mas ainda pode ser vista em diversas arenas ao redor do mundo, principalmente na Alemanha.


O Signal Iduna Park é referência de modernismo, sem abandonar o lado "raíz" das arquibancadas. A casa do Borussia Dortmund é mundialmente conhecida pelo setor da "muralha amarela", que fica atrás de um dos gols. Lá não há separação em arquibancada superior e inferior, e o espaço não possui cadeiras, o que beneficia a estética de caldeirão. O modelo do setor da muralha amarela é o mais pedido dentre os torcedores do Flamengo, para o seu possível novo estádio. Além da proximidade da arquibancada com o campo, o tamanho do espaço destinado para os torcedores mais fervorosos é um dos fatores que agrada não só os rubro-negros, mas também a diretoria do clube.


Casa do principal time da Alemanha, Bayern de Munique, a Allianz Arena foi inaugurada em 2005. Mesmo sendo uma construção recente e com uma estética bem semelhante a das arenas mais modernas do mundo, o local possui um espaço reservado sem cadeiras. Ele fica atrás de um dos gols, no chamado setor sul do estádio.

Apesar de não agradar parte dos flamenguistas pela estética moderna apresentada, a Allianz Arena é vista como uma das referências da diretoria rubro-negra, para a construção de seu novo estádio. O setor onde ficam os torcedores organizados do Bayern não é tão grande, se comparado ao do Signal Iduna Park, já que ocupa apenas o anel inferior dos três que estão presentes atrás de um dos gols. No entanto, a proximidade da arquibancada do campo é visto como um fator positivo.


A Neo Química Arena, antiga Arena Corinthians, foi inaugurada em 2014 para a disputada da Copa do Mundo do Brasil. Após o término do mundial, as cadeiras de um dos setores atrás do gol foram retiradas. Um dos estádios mais modernos do Brasil, a casa do clube paulista consegue criar uma estética de "caldeirão" por conta do espaço popular. Além do setor sem cadeiras da arena não ser separada por anel inferior e superior, a sua proximidade do campo cria um ambiente favorável aos donos da casa. Grande, espaçoso e chamativo, o local onde ficam as torcidas organizadas do Corinthians já presenciou diversas festas e é um dos diferenciais do estádio do clube.

A Arena MRV, mais recente do Brasil, inaugurada em 2023, tentou trazer uma estética de estádio moderno. No entanto, o projeto sempre previu um setor popular e sem cadeiras. O mesmo é destinado a principal torcida organizada do Atlético-MG. O espaço fica atrás de um dos gols, somente no anel inferior. Apesar do setor sem cadeiras não ser considerado grande e espaçoso, a sua proximidade com o campo faz com que há uma estética de "caldeirão". O local foi pensado para abrigar não só os torcedores mais fervorosos do Atlético-MG, mas também as bandeiras de mastro, faixas horizontais e verticais e bandeirões da organizada do clube.


Futebol

BRAGANTINO ACEITA AUMENTAR A PEDIDA POR MATHEUS GONÇALVES - ENTENDA

O Red Bull Bragantino vem se destacando no cenário nacional pela sua política de contratações

Internet/Flamengo
Internet/Flamengo

  |

Icon Comentário0

Segundo Vene Casagrande, o  Flamengo deu um passo importante nas negociações para vender o meia Matheus Gonçalves ao Red Bull Bragantino. Clubes e empresários estão em conversações avançadas, e o jogador de 18 anos tem boas chances de se transferir para o Massa Bruta. O clube paulista está disposto a pagar 6 milhões de euros por parte dos direitos econômicos do atleta.

O interesse do Red Bull Bragantino em Matheus Gonçalves não é novidade. O jogador, que se destacou nas categorias de base do Flamengo, vem chamando a atenção de diversos clubes, tanto do Brasil quanto do exterior. No entanto, o Bragantino parece ter saído na frente e, agora, as negociações estão em um estágio avançado. Fontes próximas ao Flamengo confirmam que o clube carioca já deu um aceno positivo para a venda do jovem talento

FLAMENGO TEM ESQUEMA DE JOGO DIFERENTE 


O Red Bull Bragantino está disposto a desembolsar 6 milhões de euros por parte dos direitos econômicos de Matheus Gonçalves. Esse valor, segundo especialistas, está dentro do esperado para um jogador com o potencial e a idade de Gonçalves. A negociação inclui apenas uma parte dos direitos econômicos, o que significa que o Flamengo poderá manter um percentual do atleta para futuras transações, garantindo assim um retorno financeiro em caso de valorização e venda posterior do jogador.


Matheus Gonçalves é considerado uma das grandes promessas das categorias de base do Flamengo. Com apenas 18 anos, o meia já demonstrou grande habilidade e visão de jogo, o que despertou o interesse de vários clubes. No Flamengo, ele teve a oportunidade de integrar o elenco principal e mostrar seu talento em algumas partidas, o que foi suficiente para chamar a atenção do Bragantino.


Futebol

ARRASCAETA JOGA COM CLASSE EM VOLTA AO FLAMENGO PÓS COPA AMÉRICA - CONFIRA

O uruguaio se destacou na partida contra o Criciúma

Internet
Internet

  |

Icon Comentário0

Na última partida entre Flamengo e Criciúma, válida pelo Campeonato Brasileiro, Giorgian De Arrascaeta se destacou e foi crucial para a vitória do time carioca por 2 a 1. Com uma atuação consistente e decisiva, o meio-campista uruguaio recebeu a maior nota entre os jogadores do Flamengo, consolidando-se como uma peça chave no esquema tático da equipe.

FLAMENGO TEM A VOLTA DE JOGADOR IMPORTANTE 


De Arrascaeta foi o maestro do meio-campo rubro-negro, contribuindo de forma significativa em vários aspectos do jogo. Sua performance foi coroada com uma nota 7.7 no Sofascore, a mais alta do time na partida O uruguaio distribuiu o jogo com precisão, registrando uma assistência que foi fundamental para um dos gols do Flamengo. Além disso, ele realizou três passes decisivos, mostrando sua capacidade de criar oportunidades de ataque e desequilibrar a defesa adversária.

Sempre presente no campo ofensivo, De Arrascaeta criou uma grande chance de gol, colocando o Criciúma em constante alerta. Ele também foi eficiente nas finalizações, chutando duas vezes a gol, sendo uma delas defendida pelo goleiro adversário. De Arrascaeta demonstrou habilidade no drible, com 100% de sucesso em suas tentativas (1/1). Além disso, ele sofreu um pênalti, contribuindo diretamente para a construção do placar favorável ao Flamengo.




Futebol

ARQUITETO PROPÕE CONCURSO MUNDIAL DE PROJETOS PARA ESTÁDIO DO FLAMENGO

Arquiteto e especialista em estádios, Fabrício Chicca defende que Mengão construa um 'caldeirão mortal' para times adversários

Estádio novo do Flamengo / Divulgação
Estádio novo do Flamengo / Divulgação

  |

Icon Comentário0

A torcida do Flamengo viveu os últimos dias já pensando em como será o estádio do clube no terreno do Gasômetro. Desde a publicação do decreto de desapropriação da área de 88 mil metros quadrados, torcedores debatem o melhor estilo para que o Rubro-Negro tenha uma casa que traduza toda a grandeza e imponência do Fla e da sua Nação.

O arquiteto e pesquisador especialista em estádios Fabrício Chicca, que foi um dos mais ativos debatedores da questão do estádio do Flamengo desde 2017, deu uma ideia que pode tornar a construção do campo de jogo rubro-negro algo ainda mais global. Em live no Canal Mundo na Bola, nesta terça (25), Chicca propôs um concurso internacional entre escritórios de arquitetura.


Para o especialista, o Flamengo deveria abrir para escritórios ao redor do mundo a chance de projetar um estádio que atendesse as necessidades e os desejos do clube e da Nação Rubro-Negra. Para Chicca, o novo estádio do Fla precisa ser um “caldeirão mortal” para os adversários. O arquiteto, que também é rubro-negro, considera que o stress visual e o stress sonoro devem ser pensados na hora de se desenhar o novo equipamento.


A notícia de que a prefeitura do Rio de Janeiro publicou o decreto que desapropria o terreno do Gasômetro foi importante para o Flamengo, mas representa apenas o primeiro passo em um longo caminho. Agora, o clube precisa comprar a área e realizar todos os estudos de viabilidade para a realização das obras.

Outra questão é o custo do estádio. Com ideia de construir uma praça de esportes para 80 mil pessoas, o Flamengo sabe que vai gastar entre R$ 1,5 bi e R$ 2 bi. Os meios de financiar tal esforço já preocupa os rubro-negros mais atentos. O Fla precisa achar as soluções para construir o estádio sem prejudicar as outras áreas do clube, principalmente o departamento de futebol.




envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER

envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER


+ notícias
Futebol

JOGADOR GOLEADO PELO FLAMENGO IRONIZA PÊNALTI MARCADO À FAVOR DO RUBRO-NEGRO

 

Icon Comentário0
Futebol

PEDRO O ARTILHEIRO ABENÇOADO MARCA MAIS UM GOL - VEJA OS NÚMEROS

 

Icon Comentário0
Futebol

DESABAFO! ZAGUEIRO DO CRICIÚMA ADMITE ERRO EM PENÂLTI - CONFIRA

 

Icon Comentário0