Logotipo Gazeta do Urubu
pt-br
Futebol

STF MANTÉM AÇÃO CONTRA O EX-DIRETOR POR INCÊNDIO NO CT DO FLAMENGO

Incêndio no Ninho do Urubu, ocorrido em 2019, deixou dez adolescentes mortos e três com lesões graves.

Ninho do Urubu / Divulgação
Ninho do Urubu / Divulgação

  |

Icon Comentário0

O pedido de nulidade da denúncia contra Antônio Márcio Mongelli Garotti, referente ao incêndio no CT Ninho do Urubu em 2019, foi negado pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). O ex-diretor do Flamengo se tornou réu junto a outros indiciados na Justiça estadual do Rio de Janeiro sob a acusação de incêndio culposo, com morte e lesão corporal. O ex-dirigente responde, portanto, por negligência aos cuidados com as categorias de base.

Primeiramente, o ministro Alexandre de Moraes rejeitou o Recurso Extraordinário com Agravo (ARE) 1456265 apresentado pela defesa de Garotti. Por fim, com pedidos de nulidade da denúncia negados nas duas instâncias, os advogados do ex-diretor do Flamengo levaram o questionamento ao STF. Eles relatam lacunas e contradições na acusação e sustentam, ainda, ofensas aos princípios do contraditório e da ampla defesa.


A acusação entende que houve negligência por parte de Garotti aos cuidados no acolhimento aos garotos das categorias de base do Flamengo. À época o dirigente tomou expresso conhecimento das irregularidades e ilegalidades nas condições do Centro de Treinamento Ninho do Urubu. O ministro, portanto, decidiu em âmbito infraconstitucional (Código de Processo Penal) e votou - seguido por unanimidade - pela negativa do agravo.


Em sessão virtual no dia 14 de junho, o ministro alegou que a decisão anterior tratou todos pontos apresentados pela defesa e, em síntese, não há novo agravo regimental capaz de afastar as conclusões já adotadas.

Em conclusão, é importante ressaltar que a revisão de provas não é permitida em recuso extraordinário pela Súmula 279 do Supremo, que seria pretendido na análise da argumentação da defesa.




Futebol

"NINGUÉM VAI CONSEGUIR APAGAR", DECLARA EMPRESÁRIO DE GABIGOL SOBRE A SUA HISTÓRIA COM O FLAMENGO

O camisa 99 rubro-negro expressou sua insatisfação com o Mais Querido após Jogo contra Criciúma

Gabigol / Divulgação
Gabigol / Divulgação

  |

Icon Comentário0

Após a vitória do Flamengo sobre o Criciúma por 2 a 1 neste sábado (20), Gabriel Barbosa, conhecido como Gabigol, deu uma entrevista ao Premiere na qual manifestou insatisfação com sua situação no clube. Ele afirmou que certos compromissos em relação a sua permanência no Mengão não foram cumpridos. Seu empresário, Júnior Pedroso, também se pronunciou sobre o assunto nas redes sociais.

Em stories no Instagram, Pedroso defendeu o atacante: “Por mais que tentem, nunca ninguém vai apagar o seu brilho, o seu amor e sua história que construiu com o Flamengo”. A declaração veio em meio a especulações sobre o futuro de Gabigol no clube, cujo contrato se encerra em dezembro deste ano.


O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, decidiu não renovar o contrato do jogador, apesar do clamor dos torcedores. Gabigol, que tem uma oferta do Palmeiras e quase deixou o clube no meio do ano, continuará no Flamengo pelo menos até o fim da temporada, após as negociações com o Alviverde não chegarem a um acordo.


Durante a entrevista, Gabigol expressou sua frustração com a diretoria do Flamengo, deixando seu futuro no clube em aberto. Entretanto, após o jogo no Mané Garrincha, em Brasília, o jogador foi ovacionado pelos torcedores, que utilizaram as redes sociais para pedir que Landim reconsiderasse e renovasse o contrato do atacante.

Gabriel Barbosa é bicampeão brasileiro e da Libertadores com o Flamengo, e atualmente está no banco de reservas sob o comando de Tite. Com a vitória sobre o Criciúma, onde Gabigol marcou um dos gols, o jogador busca terminar a temporada de maneira positiva, deixando as polêmicas para trás e focando no desempenho em campo.



Futebol

FIM DA DISCUSSÃO! GOLEIRO DO CRICIÚMA DÁ SUA OPINIÃO SOBRE PÊNALTI POLÊMICO PARA O FLAMENGO

Gustavo admitiu que o lance decisivo da partida foi legal: "o juiz cumpriu a regra"

Divulgação
Divulgação

  |

Icon Comentário0

Neste sábado (20), o Flamengo enfrentou o Criciúma em um duelo marcado por reviravoltas e emoções intensas, saindo vitorioso por 2 a 1. O segundo gol do Flamengo foi especialmente controverso, resultante de um pênalti inusitado. O lance ocorreu quando um defensor do Criciúma chutou uma segunda bola que estava em campo contra a bola que estava em jogo, gerando a penalidade que selou a vitória rubro-negra.

Apesar da polêmica em torno da decisão, o goleiro do Criciúma, Gustavo, reconheceu a correção da arbitragem no lance. "O sentimento é de frustração. Fizemos uma excelente partida contra uma grande equipe. Nós não olhamos para adversário, para a torcida. Acho que hoje fomos prejudicados, pois a torcida interferiu no placar. Jogaram uma bola em campo, e nosso jogador se confundiu, chutando a bola achando que estava em jogo. O juiz cumpriu a regra. Mas a gente sai de cabeça erguida, ciente de que estamos fazendo um grande trabalho", declarou Gustavo.



A regra de jogo é clara quanto a situações desse tipo. Segundo a regulamentação, "arremessar um objeto na direção da bola de um adversário […] é considerado tiro livre direto". Como o incidente ocorreu na área de ataque do Flamengo, a penalidade foi corretamente marcada, de acordo com as normas do futebol.



O Flamengo, com essa vitória, continua sua busca por uma posição de destaque na tabela do campeonato, demonstrando resiliência e aproveitando as oportunidades, mesmo as mais incomuns. A equipe conseguiu superar as adversidades apresentadas pelo Criciúma, que mostrou uma performance competitiva e determinada.


Os torcedores do Flamengo celebraram a vitória, enquanto o Criciúma saiu de campo com a sensação de que poderia ter alcançado um resultado diferente. A partida, no entanto, será lembrada pela aplicação precisa das regras e pela determinação das duas equipes em campo.












Futebol

FLAMENGO ABRE QUEIXA-CRIME CONTRA INFLUENCIADOR VASCAÍNO QUE ACUSOU O CLUBE DE 'ASSASSINAR' CRIAS DO NINHO

Rubro-negro pede indenização não inferior a R$ 70 mil a ser paga por Fernando Lima de Sousa, de apelido Zé Colmeia

Zé Colmeia e Incêndio no Ninho do Urubu / Divulgação
Zé Colmeia e Incêndio no Ninho do Urubu / Divulgação

  |

Icon Comentário0

Na última segunda-feira (01), o Flamengo acionou a Justiça do Rio de Janeiro contra Fernando Lima de Sousa, conhecido como Zé Colmeia, torcedor do Vasco, influenciador digital e pré-candidato a vereador pelo Rio. O Rubro-Negro abriu uma queixa-crime acusando Fernando de difamação por declarações feitas em um vídeo postado no Instagram. Na gravação, Zé Colmeia acusou o Flamengo e seus administradores de terem "assassinado" os jovens vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, em 2019.

“Esse mesmo clube que tu defende é o clube dessa hipocrisia que dez crianças foram assassinadas, porque aquilo foi extermínio, e porra, ninguém cumpriu prisão de porra nenhuma”, disse Zé Colmeia no vídeo. As declarações foram inseridas em um "vídeo-resposta" ao meia Gérson, jogador do Flamengo. O influenciador não gostou de o atleta ter afirmado que o Maracanã "é a casa do Flamengo".



O Flamengo pede que a Justiça do Rio aceite a queixa-crime e condene o influenciador ao pagamento de uma indenização não inferior a R$ 70 mil. O caso está na 20ª Vara Criminal da Capital. A decisão de levar a questão aos tribunais reflete a gravidade das acusações feitas por Fernando e a intenção do clube de defender sua honra e a memória dos jovens falecidos.



O incêndio no Ninho do Urubu, ocorrido em 2019, foi uma tragédia que marcou profundamente o clube e o futebol brasileiro. As palavras de Zé Colmeia, atacando o Flamengo e responsabilizando seus administradores de maneira acusatória, geraram indignação na comunidade rubro-negra. A resposta jurídica do Flamengo visa também a evitar que tais declarações infundadas se propaguem sem consequências.


A ação movida pelo Flamengo contra Zé Colmeia destaca a tensão existente entre torcedores rivais e a importância de responsabilizar declarações públicas que ultrapassam os limites da crítica esportiva. O desfecho do processo pode estabelecer precedentes significativos para casos de difamação envolvendo figuras públicas e instituições desportivas.


envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER

envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER


+ notícias
Futebol

ATENÇÃO! FLAMENGO ACEITA PROPOSTA DE TIME E ESTÁ PRÓXIMO DE VENDER CRAQUE

 

Icon Comentário0
Futebol

CRAQUE! PEDRO MANDA RECADO À NAÇÃO RUBRO-NEGRA APÓS VITÓRIA DO FLAMENGO CONTRA O CRICIÚMA

 

Icon Comentário0
Futebol

CRAQUE NETO DESCARTA O FLAMENGO E APONTA CAMPEÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO

 

Icon Comentário0